HOMILIAS (1561)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Pregações: Homilias - Queremos ver Jesus! - por Padre Paulo Ricardo

Queremos ver Jesus!

Quinto domingo da Quaresma.
Aos gregos que pedem para vê-lo, Jesus responde com o mistério da cruz. Não é possível entrar em comunhão com Jesus e rejeitar a “Páscoa” do grão de trigo. Somente a fé verdadeira nos torna capazes de ser atraídos pela cruz.

João, 12,20-33
Qual é a hora de Jesus que deve chegar?
"Senhor, gostaríamos de ver Jesus"... (um grupo de gregos, estrangeiros, procuram dois discípulos pois queriam ver Jesus).
Como Jesus se torna presença real na nossa vida e podemos ver sua verdadeira identidade?
"Chegou a hora em que o filho do homem será glorificado... o grão de trigo que cai na terra e morre então produz abundantes frutos.".
Jesus explica a fecundidade da cruz, fonte de vida.
"Quem se apega à sua vida neste mundo, perde-a".
Este é o princípio da cruz e do evangelho. Querem ver Jesus? Então Ele deve ser procurado na cruz.
A cruz é o momento da máximo revelação de Jesus, quando Deus invisível se apresenta aos nossos olhos.

Isso é típico do evangelho de S. João. Enxergar em Jesus crucificado algo que parece ignomioso, mas é motivo de glória.
S. João não narra a agonia de Jesus no Horto das Oliveiras, mas salienta a oração de Jesus ("Pai, glorifica o teu nome"). E então veio uma voz do céu: "Eu o glorifiquei e glorificarei de novo".
S. João coloca lado a lado o Jesus transfigurado na glória do monte Tabor e o Jesus desfigurado do Horto das Oliveiras.

É importante não ter medo de morrer como o grão de trigo precisa morrer. O medo da morte é curado pela fé na ressurreição. Ao ressuscitar seu filho dos mortos Deus nos deu uma esperança viva", disse S. Pedro.
Cruz e ressurreição andam juntas.
Nesta vida, neste mundo, não é possível amar sem haver mortificação. Quem fugir da cruz estará fugindo do amor e do desígnio de Deus para nós.
A ressurreição de Cristo foi a resposta de Deus às orações de Jesus no Horto das Oliveiras, por si e por todos nós.
Na ressurreição dos mortos, tudo terá valido a pena.

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)